Quando iniciei este blog sabia que não alcançaria um público muito grande. Algumas vezes me surpreendi, já que a média de visitas ao meu blog é pequena, so_multidaoporém houve dias em que recebi visitas bem acima do esperado. Mas o que me surpreendeu foi outro fato. O WordPress tem várias ferramentas para que possamos acompanhar o desenvolvimento do nosso blog. Uma dessas ferramentas são as chamadas ‘tags’, ou ‘etiquetas’ em português, que ajuda para que o blog seja encontrado pelos mecanismos de busca como o Google. Quando alguém faz uma busca no Google e chega até meu blog, o WordPress mostra qual foi o termo utilizado na pesquisa. Vejo muitas coisas como “meninos tomando banho pelado”, “homens pelados”, e coisas do gênero, mas tenho visto muito são termos como “sito-me sozinho e desanimado”, “tenho muita tristeza em meu coração”, “não consigo perdoar”. Parece algo bem genérico, mas o que posso observar dia após dia é que existem muitas pessoas que compartilham do mesmo sentimento de dor e angústia que eu sinto, mas estão presas em seu mundo, incapazes de se libertar, e muitas procuram na blogosfera alguma respostas, alguém que compartilhe e entenda sua dor… Eu mesmo já varri a internet várias vezes atrás de alguém que estivesse passando pelo mesmo que eu, e sim, existe muita gente por ai que se esconde atrás de um blog ou seja lá o que for, sofre sozinha, mas sabem que como elas, existem muitos por ai procurando um fio de esperança para poder se ater sem enlouquecer nessa vida. Viver não é fácil e sozinho não chegamos a lugar nenhum.

Algumas pessoas se tornaram um mero túmulo. Suas almas já morreram faz tempo. Todos nós já perdemos um ente querido em algum momento de nossas vidas. Quando criança é difícil entender o que é a morte, a dor da separação. Quando crescemos é algo que queremos evitar. Mas acredite, para solidaoalgumas pessoas talvez o luto seja o único sentimento que elas conheçam. Existem pessoas sentindo-se  eternamente enlutadas, perderam a si mesmas… Quantas vezes eu mesmo me senti sozinho em meio a multidão. Quantas vezes me afastei querendo que alguém se aproximasse, mas ninguém veio. E quantos outros não se sentem assim. Não me sinto triste o tempo inteiro. Hoje consegui algum momento de felicidade, ri sozinho, e foi bom. Mas querendo ou não a realidade volta, puxa meus pés e me coloca no chão. Quando criei o blog imaginei que seria apenas um canal para eu desabafar. Hoje vejo que tenho companheiros de sentimentos. Não sei quem são, não sei seus nomes, seus rostos, não conheço suas histórias, seus sonhos nem sua dor. A internet pode ser maravilhosa e ao mesmo tempo perigosa, pois para mim ela muitas vezes tem sido uma válvula de escape, mas corre o risco de ser meu vício, e, francamente, não quero esta droga. Se você, assim como eu, se sente angustiado e solitário, procure ajuda. Eu mesmo, hoje, estou atrás de um bom psicólogo. Alguma coisa precisa ser feita. Tentei a igreja, mas ela não tem competência para lidar com pessoas como eu. Mas eu sei que há esperança, pois apesar de estar sozinho, estou acompanhado de muitos outros que passam pelo mesmo que eu!

Anúncios