A dor é uma necessidade e as pessoas podem perder sua identidade e sua habilidade para protegerem a si mesmas se não a experimentam. –Dan Blazer

dorHá um tempo já vinha tendo ideia para este post, quando durante a semana lendo o livro Freud versus Deus deparei-me com a citação acima. Ontem visitando alguns blogs vi a imagem acima. Muitos de nós queremos explicação para o sofrimento. Eu quero, mas não tenho. Há muito já ouvira falar da necessidade do sofrimento na nossa vida, mas convenhamos, não é algo que simplesmente aceitamos. Quando passamos por uma situação de sofrimento percorremos três estágios: negação, raiva e aceitação. Não entendo este processo, nem acho que seja, enquanto leigo, necessário entender. Todos nós sabemos o que é a dor, mas não a traduzimos em palavras, pois palavras têm apenas o poder de diminuir o que quer que seja, principalmente quando o outro não entende o que passamos. A pior dor que enfrentamos acredito, é a separação de alguém que amamos. Confesso que quase chorei vendo a imagem acima, pois fico facilmente comovido com o sofrimento humano. Talvez palavras não sejam tão necessárias aqui, pois a imagem já fala por si só. Imaginava discorrer sobre meus sentimentos feridos mais uma vez, mas vendo esta imagem senti-me mesquinho. Claro que a vida não tem sido fácil para mim, mas para quem ela é? Todos sofremos, em algum grau por algum motivo que seja, mesmo que fútil. Tenho meus sofrimentos, vítima de abuso e de bullying, solidão, enfermidades. Alguns destes quadros tiveram uma leve mudança (não sei até quando), mas psicologicamente a questão toma outro rumo. Mas quando imagino que pais têm enterrado seus filhos, filhos têm andando sozinhos no mundo, pessoas que estão inválidas, prematuramente viram seus sonhos virarem poeira… Ah! Este mundo parece um lugar temerário. Às vezes quero que ele pare pra eu descer. Mas enfim, não temos para onde correr. Mesmo com dor a vida segue. Mesmo em meio ao sofrimento podemos encontrar beleza em vez de cinzas. Nada é para sempre, então sigamos plantando boas sementes ainda que as regemos com lágrimas, pois sei que no futuro colheremos bons frutos.

Anúncios