Me sinto tão perdido aqui Deixei pra trás o que mais importava Eu não consigo mais ouvir a voz que me empurrava. Não quero me sentir assim Perdendo as lutas que existem em mim. A vida não vai perdoar se ao menos não tentar. –Rosa de Saron ‘As Horas’

vias_del_trenQuando vejo a vida ao meu redor tenho vontade de gritar para pararem um mundo e me deixarem descer. Mas eu não posso descer do mundo então o que me resta é encará-lo com sua cara feia e seguir em frente. Gosto da música de onde tirei a citação acima pois ela é um retrato de como tenho me sentido estes últimos dias. Por esses dias li em um livro de um renomado psicanalista que ninguém pode ser considerado normal, pois todos temos algum nível de desordem psicológica. De certa forma senti-me aliviado com esta colocação, pois sei que há tantos que, assim como eu, também tem que enfrentar a vida na marra e, de certa forma, me servem de exemplo, pois vencem dia após dia suas guerras. Juro por Deus que se eu pudesse escolher outro caminho neste exato momento não exitaria. A verdade é que qualquer um escolheria um caminho mais fácil. Alguém disse certa vez que a vida é uma escola. Considero a melhor de todas, já que é a mais difícil. E a vida, como tenho percebido, não é nada indulgente com aqueles que exitam em encará-la de frente. Não sei de onde tiramos forças, mas acredito que ser forte é a única opção que temos se quisermos sobreviver aos dias. E sobreviver também não é uma escolha. É uma ordem!

depressed-boyEnquanto escrevo esta postagem estou sentindo um medo inaudito do meu futuro. Quando lembro dos meus dias de adolescente, dos sonhos que tive, dos planos que tracei, só falto entrar em desespero. Sinto-me ingênuo de achar que alguma coisa aconteceria da forma que imaginava. Ah! Como queria que as coisas tivessem sido do jeito que sonhara… Acordo sob o mesmo teto a 20 anos e ainda não sei o que fazer da minha vida. Meu maior erro foi não ter sido forte o suficiente para me impor diante dos meus medos. Hoje eles se impõem para mim e eu me sinto meramente escravo deles. Sei onde quero chegar. Quero chegar a uma velhice tranquila, cercado de filhos e netos, com uma história que valha a pena ser contada. Quero ser alguém que tenha sabedoria dentro de si, capacidade de enfrentar a vida e, como disse Da Vinci, aprender a morrer, morrer com dignidade… Mas neste exato momento isto soa como ingenuidade. É fácil perder a fé. Dizem que a fé é cega. Eu discordo. Não colocaria minha fé no nada, no escuro. quero colocá-la onde sei que ela brotará. Quero solo firme, preciso de um. Bom se o que dizem e verdade vou descansar minha mente um pouco, já que cada dia é uma nova chance de mudar tudo. que eu consiga ter esperança…

Anúncios