Só é possível transformar-se na medida em que já se é. Frederich Novalis

DadaismoDadaísmo, Segundo a Encyclopaedia Britannica é um “movimento artístico e literário que se desenvolveu em seguida ao Cubismo, e que se caracterizou pela negação dos valores tradicionais pregando o fim da cultura e a reconstrução do mundo” (grifo meu). Bom, o dadaísmo é mais presente em nossas vidas do que imaginamos, não apenas no nível artístico, mas em sua essência, estamos a todo instante quebrando valores ditos tradicionais. Nossa sociedade atualmente enfrenta tais quebras em uma escala jamais vista, a uma velocidade impossível de controlar. Eu particularmente gosto deste movimento artístico, sempre tive uma queda pelo no sense. Trazendo isto para o que é intrínseco ao meu mundo a história muda. Dadaísmo, como citado, trata da quebra de valores tradicionais e reconstrução do mundo; ao meu ver isto mexe diretamente com o caráter, com a essência de todos nós. A minha história tem tomando um rumo inesperadamente desesperador. Muito do que eu acreditava ser capaz de alcançar ruiu diante de mim, e agora preciso passar por uma reformulação de ideais. Muitos acham que tenho pouca idade e ainda tenho todo tempo do mundo, mas esquecem-se que independentemente da idade, a morte espreita qualquer um. E se eu for pego de surpresa na próxima esquina?

TaylorJames1-620x422Reformular valores é sempre uma prioridade quando percebe-se que o tempo está passando e já não temos a mesma disposição de lutar de quando éramos mais jovens. Definitivamente não sei como se reconstrói um mundo; não faço ideia de como trazer sentido àquilo que preciso dar importância e que não enxergo quando está diante de mim. Brigo diuturnamente com questões que mexem profundamento com meu caráter. Não se pode simplesmente deitar a noite e esquecer que se têm problemas urgentes a serem resolvidos. Talvez encher o peito de ar e soltar um grito gutural ajude a aliviar a fúria que sinto, mas e depois? Jamais deve-se criar um ser humano reprimindo-lhe os impulsos. Por mais que haja quem conteste, mas Freud, a meu ver, tinha razão: repressão gera neuróticos. Como diria Renato Russo, “viveremos entre monstros da nossa própria criação.” Elaboramos um sistema social falho (se bem que é impossível ser perfeito) e depois fugimos de suas consequências. Quem foi criado dentro de um sistema religioso que o diga. Agora quer saber como estou?

You never warned me that I would get so badly burnt, I always freeze upon contact now so the flames don’t hurt.

 

Anúncios