A alma resiste muito mais facilmente às mais vivas dores do que à tristeza prolongada. -Jean-Jacques Russeau

Mais uma vez volto a minha falta de entendimento do propósito de viver, e isso acaba comigo. Bom, a tristeza é algo que sempre vai ser recorrente a todas as pessoas, ainda que muitos não a demonstrem publicamente, mas seus travesseiros amanhecem dia após dia encharcados de lamentos e sofreguidão sem precedentes, já que todo dia a tristeza é a mesma, mas é como se fosse uma nova dor atingindo o peito. Nada muda. Li em um certo livro que as piores dores nos trazem as lembranças mais vivas. Por que será? Penso que quanto mais tememos algo, mais esse temor nos acomete. Talvez devido nos focarmos demais nele e deixa tudo o mais ao relento. Bom, com alguns é assim. Gustave Flaubert disse que a tristeza é um vício. De fato, ela vicia e nos torna verdadeiros adictos em ver mal a espreita. Não me julgue meu caro leitor, se você é feliz aproveite ao máximo sua felicidade. Eu não sou, eu não sei o que é felicidade! Eu escrevo porque as palavras são minhas melhores amigas. Elas me entendem e eu ainda tento compreender o mistério que as cercam.

Traduzir uma dor é quase impossível. Um relance, um momento preso em uma fotografia pode nos dizer algo, mas a dor só pode ser conhecida por que a sente. E senti-la e algo de que todos nos fugimos. A dor se torna uma amiga mal compreendida. Acredite, uma vida sem dor é uma vida de autodestruição. Que digam os portadores de Síndrome de Riley-Day. Não defendo uma vida de sofrimentos, defendo uma vida de equilíbrio. Mas infelizmente eu não consigo achar esse equilíbrio. Tento me apegar com Deus mas continuo vazio. Como seres sociais dependemos sim dos outros. Mas infelizmente a maioria das pessoas não se importa conosco, a não ser que tenhamos algo em troca para oferecer a elas. Infelizmente o amor puro e simples deixou de ser valioso. É preciso gerar lucro palpável. Certo escritor disse que a vida se alimenta da vida. Mas a vida tem sido uma fonte de fel, amarga e sem sentido. Será que alguém consegue, de fato, ser feliz aqui? Eu não sei. Não sei se um dia saberei…

Anúncios